segunda-feira, maio 07, 2007

Thinking Blogger Award

Nestas coisas dos blogues, como em tudo o mais, começa-se ao acaso e deixa-se que o acaso governe o estabelecimento da rede. É provável que nem outra coisa seja possível: o acaso é o deus único e nele repousa o destino. Eu deixo as coisas ao acaso por saber que mesmo que exerça o meu direito de escolha ele será ainda deturpado pela natureza rudimentar do desejo. Por acaso, por puro acaso, houve quatro blogues onde este modesto Zumbido foi incluído na lista "Thinking blogger award". Decididamente há pessoas capazes de tudo. A Elipse do poético Palavras em Linha diz que este é um lugar "onde a profundidade da escrita me faz pensar". A JP do enérgico Faz de Conta diz que há aqui uma escrita " que me deixa atenta às palavras fluídas e subentendidas". A MRF do interventivo Divas & Contrabaixos escolhe-me "por algumas 'velhas amizades' a que não faço referência há muito tempo". E a Maria do sereno Thornlessrose inclui-me nos "espaços que visito, admiro, e onde me detenho". Tenho que reconhecer que os próximos duzentos 'posts' que fizer vão ser a este propósito. Enquanto me lembrar dificilmente conseguirei falar de outra coisa.

Brinco, mas não brinco. Depois de descobrir que já não há tempo para criar um mundo novo, consola-me saber de lugares, pessoas e ideias que ainda conseguem ter a sua divergência em relação à norma. E que na sua marcha diária - ainda que virtual e simbólica - vão criando diferença e estando atentas a que o mínimo não seja um padrão. Pensam porque pensam e sabem pensar e se eu contribuo é apenas por acaso. E fazem-me criar afectos...

Por inerência de cargo devo agora indicar os meus favoritos. Mas não o vou fazer porque os meus favoritos são pessoas e só me ocorreria eleger aqueles que conheço e gosto pessoalmente. Ficam portanto excluídos esses e os que votaram em mim. Indico por isso, da lista aqui ao lado, aqueles que, além dos outros, já não dispenso nesse processo diário de nunca deixar de pensar: É um mundo mágico; Kitchnet; Mil nove sete nove; O livro no espaço triste; Voando sobre um ninho de dúvidas. De qualquer maneira isto fica só aqui entre nós. Eles não precisam de saber...

Zumbido

5 comentários:

jp disse...

;)*

Elipse disse...

o melhor de tudo é o agrado que nos é permitido pelo exercício de pensar. lendo.

Elisa disse...

Viva Zumbido... eu só não nomeio o Zumbido porque não sou destas coisas... mas obrigada :-)

Calvin disse...

E eu aqui a dormir e a só dar por isto agora... É uma vergonha mas espero ainda vir a tempo para agradecer (babadíssimo) a distinção. :o) Muito norigado! :o)

Marx disse...

Caro Zumbido,

Por mero acaso, que deveria baptizar de googlacaso, encontrei, só agora, esta menção ao meu blogue. E, pelos vistos, duplamente honrosa. Lamento não ter sabido disso na altura. Agradeço, naturalmente e com os devidos retroactivos, a distinção. Sobretudo, a da V/ leitura, que espero se mantenha. De uma forma ou de outra, todos escreveremos para sermos lidos.

Cumprimentos.